Domingo, 20 de Junho de 2021

Polícia indicia três pessoas por morte e ocultação de cadáver de mulher em Primavera do Leste




COMPARTILHE

Após seis meses de intensa investigação para esclarecer um homicídio com ocultação de cadáver ocorrido em Primavera do Leste (231 km ao sul de Cuiabá), a Polícia Civil do município, por meio da equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, concluiu o inquérito policial com o indiciamento de três suspeitos e representação das prisões preventivas, as quais foram decretadas pela Justiça.

Os três suspeitos que tiveram a participação identificada no crime foram indiciados no inquérito policial pelo homicídio e dois deles também responderão pela ocultação de cadáver. O crime foi praticado no final do mês de agosto de 2020 contra a vítima Patrícia Gomes da Cruz de 39 anos.

Durante o trabalho investigativo, inicialmente presidido pelo delegado de polícia Pablo Borges Rigo após registro do desaparecimento da vítima, diversas diligências foram realizadas, incluindo medidas cautelares deferidas pelo Poder Judiciário. Na ocasião, através de informações recebidas de terceiros, foi possível localizar o corpo de Patrícia e efetuar a prisão de três suspeitos pela prática do crime de ocultação de cadáver.

Após os fatos instaurou-se o inquérito policial para apurar o crime de homicídio qualificado. No decorrer das investigações surgiram novos elementos informativos que apontaram o envolvimento de mais dois suspeitos, tanto no crime de ocultação, quanto no crime de homicídio.

Durante os trabalhos também foi possível desvendar a dinâmica e os últimos momentos de vida da vítima. Também foi dado o cumprimento de prisão temporária em desfavor de um dos investigados, em razão da representação feita durante o procedimento.

INVESTIGAÇÃO -  Conforme apurado, a vítima foi atraída por um dos envolvidos, que era seu amigo íntimo, até a um determinado bairro da cidade. No local, um veículo com a segunda envolvida buscou a vítima e a levou para o local em que foi executada com um tiro na nuca. Na sequência, o corpo foi colocado no mesmo veículo e deixado o ponto onde foi encontrado.

Posteriormente a indiciada lavou o automóvel, fugiu para outra cidade, vendeu o bem e passou a mandar mensagens (utilizando outro número) para a família da vítima com o intuito de atrapalhar as investigações. O terceiro envolvido foi indiciado em razão de ter mentido em seu interrogatório e ter, ciente do homicídio e previamente ajustado com os demais, dado todo o auxílio necessário para garantir a impunidade do crime, chegando a ser preso em flagrante pela ocultação.

 

Diante das provas obtidas, o delegado de polícia Allan Vitor Sousa da Mata, que assumiu a coordenação da investigação, relatou o inquérito com base na excepcional investigação conduzida pela equipe composta pelos escrivães e investigadores da Divisão de Homicídios. O procedimento foi encaminhou ao Judiciário com cópia para o Ministério Público Estadual para andamento do processo criminal contra os indiciados.


Autor:AMZ Noticias com Central Press


COMENTÁRIOS:
O AMZ Noticias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - AMZ NOTÍCIAS Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Amz Notícias