Quarta-Feira, 01 de Dezembro de 2021

Dados consolidados mostram redução nos principais índices de criminalidade em Mato Grosso




COMPARTILHE

Dados consolidados referentes a janeiro de 2021 apontam redução significativa dos principais índices de criminalidade em Mato Grosso, em comparação com o primeiro mês de 2020.

Foram reduzidos em 18,51% os homicídios dolosos (quando há intenção de matar), 24,84% nos casos de furto e 40,35% em casos de roubos (quando há emprego de violência). Apenas os casos de feminicídios manteve igual de um ano para outro com o registro 5 casos em janeiro.

Também houve 168 apreensões de armas de fogo realizadas este ano, número 18,30% maior do que em 2020, quando 142 apreensões foram registradas. As informações são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Superintendência do Observatório de Segurança, que demonstra a manutenção da queda dos índices de criminalidade em 2021.

Números preliminares – ainda passíveis de consolidação – mostram que de 1º de janeiro a 07 de março, os assassinatos tiveram queda de 10% em 2021 em relação ao mesmo período de 2020, passando de 160 para 144 casos. Os roubos caíram em 40% de 1.512 registros contra 2.524 em 2020 e nos furtos houve redução de 8.596 ocorrências para 5.322 este ano.

O trabalho intensificado das polícias de todo o estado, serviço essencial que mantém atuação no combate ao crime, provocou uma redução visível nos índices. Os resultados dessas ações coordenadas aparecem nas estatísticas, como é o caso dos crimes de roubo (quando há ameaça ou violência) que caíram 40,35%, com 736 casos, em janeiro de 2021, contra 1.234, do mesmo período, em 2020.


Autor:AMZ Noticias com Assessoria


COMENTÁRIOS:
O AMZ Noticias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - AMZ NOTÍCIAS Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Amz Notícias