Sábado, 27 de Fevereiro de 2021

Ações de repressão ao tráfico em MT resultam na apreensão de 4 toneladas de drogas em 2020




COMPARTILHE

Ações da Polícia Civil no combate ao tráfico de drogas em Mato Grosso realizadas por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) resultaram em 2020 na apreensão de quatro toneladas de drogas, o maior resultado dos últimos anos. Foram 2,4 toneladas de cocaína e 1,4 toneladas de maconha, além de outros tipos de entorpecentes. Pela primeira vez, a apreensão de cocaína ultrapassou a de maconha.

As investigações da unidade levaram à prisão 281 pessoas, sendo 101 delas detidas em flagrante. A produtividade da delegacia inclui ainda no trabalho realizado ao longo do ano passado a instauração de 1.305 procedimentos, sendo que 1.133 deles são inquéritos relativos a investigações sobre o tráfico de drogas doméstico e interestadual.

Durante as operações realizadas na repressão ao tráfico foram efetuados 253 mandados de busca e apreensão, além da apreensão de 59 veículos, 35 armas de fogo, e quase R$ 182 mil em dinheiro. O delegado da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, explica que os resultados de 2020 foram baseados em duas linhas de trabalho da unidade, uma delas é o combate ao tráfico interestadual e de grandes carregamentos drogas praticados por associações criminosas especializadas no fornecimento e distribuição de entorpecentes

“Esse combate é realizado por meio de investigações avançadas, que exigem planejamento, fortalecimento da inteligência policial e trabalho integrado, que trouxeram resultados satisfatórios com a apreensão de grandes carregamentos de drogas que seriam levados para outros pontos do País”, destaca o delegado.

No combate ao tráfico interestadual foram realizadas diversas operações, com repercussão nacional, que apuraram a atuação de traficantes que se aproveitam do modal de transporte de cargas do nosso estado para transportar drogas aos grandes centros, principalmente a cocaína.

O diretor de Atividades Especiais da Polícia Civil, Fernando Vasco Spinelli Pigozzi, destaca a interação da DRE com as instituições da segurança pública, que tem resultado em apreensões constantes e no fortalecimento à repressão ao tráfico de entorpecentes. “A repressão qualificada ao tráfico de drogas no estado é constante, inclusive no tráfico doméstico, e a integração com as forças de segurança vem dando a resposta esperada pela sociedade”, destaca o diretor.

No primeiro semestre de 2020, duas operações realizadas pela unidade especializada resultaram na apreensão de 622 quilos de maconha. As drogas comercializadas vêm dos dois principais produtores de entorpecentes, Paraguai (maconha) e Bolívia (cocaína). Já as drogas sintéticas vêm de grandes centros para distribuição em festas.

“Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) foi percebida uma redução em grande parte das incidências criminais. Esse fato não ocorreu em relação ao tráfico de drogas, que tem aumentado consideravelmente. A Delegacia realizou operações em todo o estado durante o ano passado, assim como também fora de Mato Grosso, sempre com o objetivo de chegar aos traficantes que encaminham drogas para cá, focando a atuação em nossa segurança pública”, reforçou o delegado Vitor Hugo. 

O trabalho investigativo é importante não só para desarticular o tráfico de drogas diretamente, como também desestruturar os crimes que alimentam esta rede. O delegado destaca que para chegar aos resultados, a troca de informações com forças de segurança de outros estados e o trabalho de inteligência são primordiais.

“A maconha é adquirida no Paraguai e vem por Mato Grosso do Sul, então estamos em contato direto e em abril passado apreendemos 600 kg de maconha em Ponta Porã, em parceria com a Polícia Civil daquele estado, uma droga que viria para Cuiabá. Além disso, o trabalho operacional aliado à inteligência policial é fundamental, porque tratam-se de organizações criminosas que obtêm um lucro muito alto, infelizmente”. 


Autor:AMZ Noticias com Assessoria


COMENTÁRIOS:
O AMZ Noticias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - AMZ NOTÍCIAS Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Amz Notícias